top of page

SEPSE ASSOCIADA AO CATETER VENOSO CENTRAL EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA

Pesquisas em Temas de Ciências da Saúde

Ana Beatriz Alves da Silva

Ingrid Felix da Silva

Eduardo Alves da Silva Júnior

Tayelle Cristina de Souza Takamatsu

Alice Ohanna Leal Nunes

Ana Karoliny da Paz Santos

Maria Eduarda Silva Cardoso

Vanessa Monção Lago

Amanda Ferreira Gonçalves

DOI: 10.46898/rfb.

732c5751-8057-461b-b3ea-9af10b02c8eb

Sinopse

O presente estudo tem como objetivo analisar acerca da literatura as causas do desenvolvimento da sepse associada ao cateter venoso central em Unidade de Terapia Intensiva. Trata-se de uma revisão no qual foram obtidos os dados através de um levantamento bibliográfico sobre caráter qualitativa, para responder a temática proposta foi realizado a busca dos artigos nas seguintes bases Base de Dados de Enfermagem (BDENF), Scientific Electronic Library Online (SciELO). Para evitar infecções do cateter é indispensável a troca dos equipos de infusão a cada 72 horas, realizar a troca do equipo toda vez que for instalado uma nova nutrição parenteral (NPT), usar vias exclusivas para a infusão de nutrição parenteral e medicações. Portando é de suma importância a implementação sobre condutas corretas sobre o manuseio do CVC durante a administração de medicações, troca de curativos e avaliação diária da necessidade do paciente está com essa via de acesso, buscar uma educação permanente para ser seguida em todas as equipes das UTIs, para que assim seja reduzido casos de sepse por cateter venoso central.

Data de submissão:

28 de fevereiro de 2023 03:00:52

Data de publicação:

18 de março de 2023 00:57:35

Gostou? Comente!
Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Adicionar avaliação
Partagez vos idéesSoyez le premier à rédiger un commentaire.
bottom of page