top of page

MUNDO (DES)CONFIGURADO: ALÉM DO PRINCÍPIO DE PRAZER NOS JOGOS DA VIDA


Necessário iniciar dizendo que em vários momentos ao escrever este livro o texto aparecia na minha mente como num raio, DEPOIS ao ler e/ou assistir um vídeo e/ou diante de um acontecimento, tudo faria sentido, situação que Carl Gustav Jung, médico suíço, denominaria de sincronicidade.


A palavra sincronicidade estava fora do meu vocabulário e/ou compreensão até 2022, mas em 2023 passei a vivenciar inúmeros momentos reais – físicos – que foram muito além da minha imaginação, um verdadeiro choque de realidade.

Neste livro realizo uma interligação entre Sigmund Freud, médico austríaco, criador da Psicanálise em 1896, e Eric Berne, médico canadense, criador da Análise Transacional em 1956.

Mas, utilizo nesta mediação uma pessoa que na história da Psicanálise ficou em segundo plano, Anna Freud, sendo para mim fundamental para compreender a obra de Sigmund (seu pai) e as escolhas políticas (humanas) diante do contexto de sua época, fato que revelo neste ensaio.

Desta forma, antecipo ao leitor que estou – neste livro – saindo do “sig de ouro”, termo como Sigmund Freud era chamado por sua mãe, e entrando no mundo holístico de Carl Gustav Jung. Nesta passagem de Freud para Jung, iremos além do inconsciente individual, compreendendo a influência do inconsciente coletivo na formação da psique.

Ao final deste ensaio, Eric Berne será nosso guia na análise das transações humanas, permitindo melhoria de bem-estar individual e coletivo, sendo possível AÇÃO imediata, AGORA.

Boa leitura!

20 visualizações0 comentário
bottom of page